Login
Placa do Mercosul: Mais Informações para você.

Placa do Mercosul: Mais Informações para você.

Assim que a placa do Mercosul chegou ao Brasil, muito burburinho foi criado. Não é para menos, afinal, ninguém quer estar na contramão das leis ou precisar arcar com multas e dores de cabeça.

O que gerou muitas dúvidas foram os entraves na implementação desse novo sistema, já que o governo recuou e adiou sua obrigatoriedade em algumas situações.

Por conta de a placa atingir milhões de brasileiros, muitas informações têm sido divulgadas sem fundamento ou sem fontes confiáveis.

O que, exatamente, é a placa do Mercosul?

O novo emplacamento chegou ao Brasil para padronizar o sistema de identificação de veículos nos países que fazem parte do bloco econômico.

A placa do Mercosul é resultado de um acordo firmado entre Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina em 2014 que teve como objetivo uniformizar e aumentar a segurança contra roubos, fraudes e falsificações. Embora, por aqui, ainda não seja maioria, na Argentina e no Uruguai, a placa já está por todos os cantos.

Cheias de vantagens, a placa do Mercosul tem novas informações, novo sistema de rastreamento de dados e material diferenciado.

A placa é obrigatória?

Ainda não. Por enquanto, somente alguns veículos têm a obrigatoriedade de adotar o sistema da placa do Mercosul. São eles:

  • veículos novos;
  • veículos transferidos para outro proprietário;
  • veículos que mudaram de município;
  • veículos que tiveram a categoria alterada (um carro de passeio que se tornou um táxi, por exemplo);
  • veículos com placas reprovadas pela vistoria;
  • veículos com placas danificadas ou ilegíveis.

Somente essas categorias de veículos têm a obrigatoriedade de comparecer ao departamento de trânsito para realizar a troca da placa. Ainda assim, quem quiser se adiantar e realizar a implementação da placa do Mercosul tem a permissão para fazê-lo.

nova placa tem o visual bastante diferente das placas de modelos antigos. O que tem gerado muita crítica é a troca da placa inteira na mudança de município de registro do veículo. Antes, bastava substituir a tarjeta com o nome da cidade e do estado, já que as inscrições estão na mesma chapa de metal.

Mudar de cidade, portanto, implica em alterar o QR Code da placa, que contém todas as informações do veículo e que está localizado na parte inferior da chapa. Esse código bidimensional é lido por aplicativo utilizado pelos agentes de trânsito.

Visualmente, muitos criticaram o tamanho da placa, alegando que o novo modelo era maior do que o antigo. Isso não passa de uma ilusão de ótica, já que a placa do Mercosul tem as mesmas dimensões da placa anterior: 40 x 13 cm, no caso de veículos. Motocicletas mantêm o padrão de 20 x 20 cm.

Alguns casos podem exigir uma pequena mudança de tamanho. Dependendo do espaço reservado para a placa no veículo, pode haver uma diminuição de até 15% no tamanho, desde que não comprometa a bandeira brasileira e o espaço reservado para o QR Code.

Diferentemente de nós, na Argentina, alguns carros precisaram se adaptar, já que a placa do Mercosul é maior do que a utilizada no país “hermano”.

Quanto custa adotar a placa do Mercosul?

Muita gente tem sido reticente para realizar a troca da placa, por achar que o valor é muito alto. Entretanto, no estado do Rio de Janeiro, primeiro a implementar o novo sistema, o custo do emplacamento de carros, que era de R$ 219,35, foi para R$ 193,84. No caso das motocicletas, cujo investimento era de R$ 90,12, agora é de R$ 64,61.

O preço baixou porque a nova placa não tem a exigência do lacre da placa traseira e, portanto, isso não precisa mais ser cobrado.

Embora cada estado possa precificar suas placas de forma independente, a tendência é que o custo diminua em todo o país.

Em quais estados a nova placa está disponível?

A placa do Mercosul está disponível no Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul, Amazonas, Espírito Santo e Rio Grande do Norte.

Isso porque o prazo final, que era dezembro de 2018, foi derrubado por uma série de liminares e discussões entre os departamentos de trânsito. Agora, a nova data está prevista para 30 de junho de 2019.

Lembrando que somente nesses estados pode ser feita a troca voluntária da placa antiga para o novo sistema. Quem não mora em uma dessas regiões deve esperar a placa do Mercosul chegar até a data-limite.


Inscreva-se em Nossa Newsletter

Digite seu e-mail e fique por dentro de todas as novidades.

Inscreva-se